Percorremos na terça-feira (19) o interior de Pinhalzinho para verificar os estragos causados pelo excesso de chuva dos últimos dias, principalmente que caiu na segunda-feira (18). A água foi por cima de pontilhões e causou vários estragos nas cabeceiras de bueiros. As estradas também foram danificadas, muita delas o governo municipal terá que refazer.


Conforme o prefeito em exercício, Darci Fiorini, já na manhã de terça-feira tinham máquinas trabalhando no interior do município, desentupindo bueiros, desviando a água. “Foi grande os estragos, mas aos poucos estamos tentando, dentro da nossa possibilidade, fazer o que é possível e atender a população”, diz. 


O secretário de Agricultura, Honorino Dalapossa, aponta que o fato confirmou o que a Defesa Civil já havia alertado em 2017, de que os eventos climáticos serão mais frequentes e de maior intensidade. “Essas chuvas, se voltarmos há dez anos, era raro ocorrer enxurradas como estas, agora, em dois anos de governo já enfrentamos no mínimo cinco enxurradas com essa intensidade e que trazem grandes problemas nas vias de transporte, nos pátios de propriedades, mas principalmente o arrasto de solo, pois sabemos o tempo que demora para construir essa camada fértil de solo, para manter ela adubada, para manter a camada de matéria orgânica”, aponta. 


Ele ressalta que tudo isso será superado com calma, com compreensão e colocando as máquinas nas estradas, nos bueiros para trabalhar. “Já estamos cotando um volume de tubos de dois metros e galerias, para podermos instalar em alguns pontos”, ressalta o secretário.