O Instituto de Desenvolvimento Regional (Saga), juntamente com o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Meio Ambiente (Cidema), com apoio do Sebrae e Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente de Pinhalzinho, realizou na sexta-feira (04), uma reunião com os produtores de Pinhalzinho, que participam do programa de destinação de produtos para a merenda escolar. Objetivo do encontro foi expor uma proposta de reestruturação do Mercado Público Regional, em Chapecó.


Na pauta constaram assuntos como: apresentação da proposta de comercialização no mercado público aos produtores; levantamento de agricultores, cooperativas, agroindústrias/associações de agricultores familiares interessados no fornecimento de produtos e demais assuntos de interesse do grupo.


Estas reuniões estão sendo realizadas em todos os municípios da região com o objetivo de expor aos agricultores, produtores familiares e artesãos a situação do Mercado Público Regional de Chapecó e apresentar uma proposta de viabilização dos produtos de toda a região naqueles espaços. 


Posteriormente, será elaborado um projeto de reestruturação do mercado público e apresentado aos prefeitos.


Estiveram em Pinhalzinho conversando com os produtores, a diretora presidente do Instituto Saga, Marlene de Andrade e o consultor do Sebrae, Airton Luiz Rigotto.


De acordo com informações do consultor do Sebrae, o espaço será terceirizado e funcionará como uma empresa e desta forma terá capacidade de oferecer mais e variados produtos. 


Conforme o secretário municipal de Agricultura, Honorino Dalapossa, as portas do Mercado Público estão abertas para os agricultores que desejam produzir produtos orgânicos ou com pouco agroquímico e adubação química, tudo isso monitorado e devidamente orientado. “Está aberta a oportunidade para quem queira agregar valor e trazer mais renda para as propriedades”, menciona.