O mês de março para região oeste do estado catarinense sempre foi de poucas chuvas, porém a situação de estiagem vem de meses anteriores e a atual situação preocupa as autoridades. Conforme informações do secretário de agricultura, Honorino Dalapossa - que esteve reunido com representantes do conselho os quais vivencia as atividades agrícolas – as autoridades responsáveis estão aguardando para a chegada de uma chuva entre a quarta e quinta-feira, para amenizar o cenário atual. “Caso a chuva não venha, ou chegue fora do volume esperado, novas providencias serão tomadas”, afirma. 


De acordo com Dalapossa, as propriedades estão tendo cautela no abastecimento humano mesmo assim a água a disposição é pouca para suprir as necessidades do aumento de número de animais. “O resultado de aquisição de cisternas realizado com a rede bancaria, setores administrativos do município e instituições apesar de auxiliar ainda é baixo, pois muitas propriedades não adquiriram o sistema, por isso estamos atendendo casos de emergência cavando lugares com possibilidade de encontrar fontes de água”, informa.


Ainda não há dados percentuais para divulgação, porém pode-se afirmar que ocorrem perdas nas lavouras que irão afetadas os meses de junho a agosto. A queda na produção do leite também foi afetada.