O secretário municipal de Educação, Fabrício Fontana, acompanhado da diretora de Cultura, Diovana Werlang Marchesan, estiveram participando dos dias 09 a 11 de maio, do 8º Fórum Catarinense de Gestores Municipais da Cultura, realizado no Hotel Vila do Farol, em Bombinhas. 


Na oportunidade, várias oficinas foram realizadas, entre elas, debates sobre o Plano Nacional de Cultura, Sistema Nacional de Cultura, criação dos Órgãos Gestores de Cultura nos municípios, entre outros.


De acordo com o secretário, nesta semana será encaminhado para a Câmara de Vereadores a Lei que faz a união da Fundação Municipal de Esporte com a Cultura. “Acreditamos que esse será o passo primordial para que consigamos estabelecer critérios e diretrizes para a cultura. Para que levem uma vida autônoma”, salienta.


O secretário afirma, que após, em curto espaço de tempo, será reunida à sociedade, em forma de conselho, para que seja trabalhado o Sistema Nacional de Cultura, cuja adesão foi realizada em 2015, mas ainda não foram realizados todos os tramites legais, além disso, a criação do Plano Municipal de Cultura que vai ser o norteador de todas as ações da Cultura de Pinhalzinho. “Esse plano vem para solidificar todas as etnias, todas as vontades culturais, dentro dos limites das legislações pertinentes ao poder público municipal”, destaca Fontana.
Ele acrescenta que esse órgão gestor vem principalmente para resolver os problemas de investimentos e de legalidade, principalmente na contratação de seus profissionais. 


Sobre o Plano Municipal de Cultura o secretário menciona que é uma ação que tem por início o diagnóstico de todos os fatores culturais dentro do município, um período de estudo e levantamento. “O Plano será construído junto com a comunidade e técnicos. Terá duração de dez anos. O mais importante é que possamos levar cultura a todos, descentralizar os programas de cultura, levar esses programas aos bairros, as comunidades, para que as ações não fiquem concentradas na minoria”, diz Fontana.